Bem-vindo à Universidade Falada AUDIOLIVROS

  • Meu carrinho

    Seu carrinho de compras esta vazio

    Você não tem itens no seu carrinho de compras.

O Cortiço - Audiolivro

Dê Sua Opinião Sobre o Produto

Untitled document

O autor descreve a sociedade brasileira da época, formada pelos portugueses, burgueses, negros e mulatos, pessoas apaixonadas por dinheiro e poder, que pensam somente em si mesmos, ao mesmo tempo em que presenciam a miséria, ou mesmo a simplicidade dos outros.

R$15,99

O Cortiço audiolivro audio livros  audio book audio books  audio-livro  audio-livros Zoom

MP3

Detalhes

Untitled document

ATENÇÃO SOBRE O ÁUDIO - LER A GUIA SOBRE O ÁUDIO , POIS ESTE PRODUTO NAO FOI GRAVADO NO ESTÚDIO DA UNIVERSIDADE FALADA.

A FUNDAÇÃO DORINA NOWIIL PARA CEGOS RECEBE UMA GRANDE PARCELA DO VALOR PAGO POR ESTE PRODUTO, ENTÃO AGRADECEMOS O RESPEITO PARA COM OS DIREITOS AUTORAIS DESTA GRAVAÇÃO.

 

Audiolivro "o Cortiço" .

O cortiço, publicado em 1890, é um marco do Naturalismo no Brasil.


Os personagens principais são moradores de um cortiço no Rio de Janeiro. Excluídos, humildes, e quem não se misturava com a burguesia moravam lá. Todos possuindo os seus problemas e vícios decorrentes do meio em que vivem.
O autor descreve a sociedade brasileira da época, formada pelos portugueses, burgueses, negros e mulatos, pessoas apaixonadas por dinheiro e poder, que pensam somente em si mesmos, ao mesmo tempo em que presenciam a miséria, ou mesmo a simplicidade dos outros.

O autor descreve a sociedade brasileira da época, formada pelos portugueses, os burgueses, os negros e os mulatos, pessoas querendo mais e mais dinheiro e poder, pensando em si só, ao mesmo tempo em que presenciam a miséria, ou mesmo a simplicidade de outros.

Essa obra de Aluísio Azevedo tem dois elementos importantes: primeiro, o extensivo uso de zoomorfismo; e, segundo, cria um microcosmo (Que é o cortiço do título). O cortiço também é ostensivamente personificado no decorrer da obra, sendo muitas vezes tratado como um único personagem ("Eram cinco horas da manhã e o cortiço acordava, abrindo, não os olhos, mas a sua infinidade de portas e janelas alinhadas.", capítulo III).


 Sumário do enredo 


O romance não se concentra em um personagem apenas, mas no início, a ação está mais ou menos centrada no português João Romão, ganancioso e avarento comerciante que consegue enganar uma escrava trabalhadeira chamada Bertoleza (Aluísio várias vezes menciona o conceito racista de que Bertoleza era submissiva e trabalhadeira por ser negra), conseguindo assim, uma empregada que trabalhava de graça. João Romão privava-se de todo o luxo, e só gastava dinheiro em coisas que faziam-no ganhar mais dinheiro. Foi assim que ele começou a comprar terreno e construiu o Cortiço.

Miranda, vizinho rico de Romão, e também português, que vivia no luxo, começa a questionar o modo que conseguiu a riqueza, (Se casou com uma mulher rica, Estela, e eles se odeiam mutuamente) e a invejar João Romão, enriquecendo por conta própria. João Romão, que continua enriquecendo, constrói uma pedreira, e contrata o português Jerônimo para supervisionar os trabalhadores.

O que se segue é a transformação de Jerônimo, de um português forte, trabalhador e honesto em um brasileiro malandro e preguiçoso, (Seguindo os preceitos naturalistas de que o meio determina o homem) graças à sua atração por Rita Baiana, uma mulata que morava no cortiço. Jerônimo briga com Firmo, namorado de Baiana, é esfaqueado e vai para o hospital. Quando sai, chama uns amigos e vai ao cortiço vizinho, o "Cabeça de Gato", onde mata Firmo a pauladas.

Enquanto isso, João Romão começa a invejar Miranda, que acaba de conseguir um título de nobreza. E, quando o cortiço é destruído por um incêndio, ele o reconstrói, mas desta vez, para a classe média, ao invés da ralé que morava lá antes. Depois, ele começa a comprar coisas caras e se interessa em se casar com a filha de Miranda, para se tornar nobre também. Mas há um problema: Bertoleza.

 

Audiolivro : O Cortiço , de Aluisio Azevedo apesar de se um livro vestibular, encanta e seduz a todos.

Bom proveito !

 

 

Informações adicionais

Título O Cortiço - Audiolivro
Autor Aluísio Azevedo
Editora Universidade Falada
Áudio Masterizado de Vídeo ou K7
Locução Eliete S.
Tempo de duração 7 horas
Audiolivro em MP3 - para download
Classificação N/A
Preço R$15,99

Aluísio Azevedo


Foi o responsável por inaugurar o estilo naturalista no Brasil com o romance O mulato (1881). É também autor dos romances Casa de pensão (1884) e O cortiço (1890), entre outros.

A influência de Aluísio de Azevedo são os escritores naturalistas europeus, dentre eles, o mais importante foi Émile Zola. Através dessa óptica naturalista, capta a mediocridade da rotina, os sestros e mesmo as taras do indivíduo, uma opção contrária dos românticos que o precederam.

As características fundamentais do naturalismo, quais sejam influência do meio social e da hereditariedade na formação dos indivíduos, além do fatalismo, estão presentes nas obras de Aluísio de forma veemente. Nele "a natureza humana afigura-se-lhe uma selva selvageria onde os fortes comem os fracos", afirma o estudioso Alfredo Bosi.


Saiba mais
Ver todos produtos deste autor

Queremos saber sua opinião

Somente usuario registrados podem comentar. Por favor, faça login ou registre-se

Tags do Produto

Tags adicionadas por outros clientes:

Use espaços para separar as Tags. E aspas simples (') para frases.